Medio Rural
Pdf Imprimir

Podengo galego   

Descrição abreviada
Tipo primitivo, tipo lebrel, de tamanho mediano, leve, sublongilíneo e dolicomórfico. Muito rústico, austero, sóbrio, ágil, com grande capacidade olfactiva, auditiva e visual, juntamente com uma grande astúcia.

Pele de grossura mediana e colada ao corpo. Capa unicolor canela em todas as suas matizes. Frequentemente com pescoço de cor diferente do corpo, manchados no peito, cabeça, cauda, ponta dos pés, e também com patas brancas.

Origem da raça
Já estava presente no antigo Egipto (IV milénio a. C.) e era conhecido com o nome de tesem ou lebrel egípcio de orelhas rectas, assim como também na Eritreia e Somália. Provém, muito provavelmente, do antigo cão neolítico das savanas do Sara, estendendo-se pelas rotas comerciais, ao longo de toda a costa mediterrânea.

Aptidão
Animal que vai buscar as peças. É um caçador astuto, incansável, verdadeiro auxiliar para o homem, porque além do nariz usa muito o ouvido e a vista para apoiar o olfacto. Vai buscar bem a peça ferida, levando-a ao caçador.

Podenco galego

© Copyright. Consellería do Medio Rural. Xunta de Galicia. Todos os dereitos reservados. Aviso Legal    Atendémolo/a
RSS